domingo, 29 de maio de 2011

Hyundai Elantra 2012


        O mercado de sedãs médios está “bombando” em 2011, depois do face-lift do Toyota Corolla e dos lançamentos de VW Jetta, Renault Fluence e Peugeot 408, chegarão o GM Cruze e o novo Hyundai Elantra.


O modelo da montadora sul-coreana, também chamado de Avante em alguns países, virá equipado com o novo motor 1.8 NU 16v com Dual CVVT, inicialmente movido apenas a gasolina
            Seguindo as tendências sustentáveis mundiais, que foram reforçadas pela crise de 2009, o carro foi classificado pelo governo americano como um PZEV (Partial Zero Emission Vehicle) por conta do baixo consumo de combustível e emissão de poluentes.


O consumo divulgado pela Hyundai é de 12 km/l em trechos urbanos e 17 km/l em trechos rodoviários, números melhores que de seus concorrentes citados no início do post, porém as médias devem ser menores com a gasolina brasileira (com 20 à 25% de etanol). 
            Os dados de potência e torque podem ser comparados na tabela abaixo:



Os principais equipamentos da versão de entrada, custando em torno de R$68 mil, são ar condicionado automático dual zone, direção hidráulica com regulagem de altura, trio elétrico (vidros, travas e retrovisores), air bag duplo, ABS, sensor crepuscular e de chuva, câmera de ré, chave com sensor de presença, rodas de liga leve aro 17”, sistema de som com CD/MP3/USB/AUX e comandos no volante, piloto automático e faróis de neblina. Por mais R$5 mil o carro ganha transmissão automática de 6 marchas, assim como na versão manual.



Por R$78 mil, a versão automática recebe air bag lateral (totalizando 8 bolsas), ESP (controle de estabilidade), chave cartão (hands free), bancos dianteiros com ajuste elétrico e acabamento em couro, também para o banco traseiro, volante e manopla do câmbio. E por mais R$3 mil, teto solar.




Já presente no ix35 e no Sonata, o mundialmente elogiado design de “escultura fluída”, obra do alemão Thomas Bürkle (ex-BMW), é um dos potenciais de sucesso do Elantra. Os conjuntos ópticos frontais e traseiros, praticamente idênticos na forma, encaixam-se perfeitamente com os vincos e curvas das laterais e pára-choques.


Embora prejudique um pouco o conforto de quem ocupa os bancos traseiros, o leve caimento do teto traz ares de coupé ao sedã. Embora não possua um grande espaço interno, o Elantra possui um bom volume no porta-malas, 420 litros.


            O sedã quer repetir o sucesso de seu irmão i30, líder no segmento de hatchs médios com seu ótimo custo-benefício. Pena que, como esse, a carroceria só esteja disponível inicialmente nas cores preto e prata no Brasil.


            Porém, a garantia de 5 anos sem limite de quilometragem é um grande ponto a favor do veículo, uma vez que seus concorrentes apresentam no máximo 3 anos. É esperar para ver (e dirigir)!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário